A última ocorrência registrada pela Polícia Militar de Teatrópolis foi a de uma mulher que deferiu na cabeça de seu companheiro três machadadas. Matou-o logo nas duas primeiras. No entanto, a última machadada penetrou tão fundo no crânio que ela não conseguiu mais retirar a lâmina.

O homem, já morto, mostrou- se estupefato. Não estava a espera de nenhum dos impactos e não encontrava nenhuma explicação para o ato de sua pacata esposa. Ficou, é claro, com uma profunda dor de cabeça, mas achou por bem (em nome do santo sacramento matrimonial) nunca mais tocar no assunto.

A mulher, por sua vez, também não perdeu muito tempo pensando no que fez. Só gostaria de recuperar a sua lâmina. Mas o homem habituou-se ao adereço e não quis mais tirá-lo da cabeça. Sentindo-se lesada, a mulher procurou as autoridades.

A Polícia Militar de Teatrópolis deu o parecer final quando viu na certidão de casamento “Comunhão Parcial de Bens”. Que ela fique com o cabo e ele com a lâmina.

E caso encerrado.

Anúncios